O congresso

O IV Congresso Nacional da Formação Profissional é uma iniciativa conjunta do Forma-te, ISCTE-IUL, McDonald´s e TAP Portugal, que visa dinamizar o sector da formação profissional, juntando os seus principais actores e dinamizadores. "Pensar a Formação" é assim o objectivo geral deste evento que pretende partilhar opiniões, experiências e conhecimentos dos especialistas da área da formação profissional em Portugal.

O evento decorrerá no Grande Auditório do ISCTE-IUL, no dia 20 de Abril de 2017, em Lisboa, com o tema "Competências e Sustentabilidade: Transformar e evoluir". Pretende-se, com este Congresso, projetar as apostas em termos das novas constelações de competências a instalar, assim como dos novos caminhos e configurações que o sistema de formação deve adotar para garantir uma resposta eficaz. 

Enquadramento

E se, dentro em breve, não houver profissões?
E se tivermos cada vez mais pessoas a intervir fora de um contexto de profissão, no sentido em que a temos neste momento?
E se, num futuro bem mais próximo do que pensamos quando falamos em futuro, o conceito de profissão der lugar ao de MOSAICO DE COMPETÊNCIAS? Este conceito pretende trazer a lume e inscrever como zona de apreciação das pessoas o conjunto de competências que elas utilizam e desenvolvem. O que quer dizer que é urgente reverter os títulos e acomodações das pessoas a partir da sua formação de base e considerá-las, levá-las em conta, contratá-las até, a partir do seu Mosaico de Competências. Este Mosaico é uma mistura harmoniosa, interdependente e de interferência positiva de diversos tipos de competências.

Como configurar, então, um sistema de educação e formação profissional para o futuro onde, com elevada probabilidade, vamos ter exigências, contextos de atuação e tipos de competências que nem sequer constam ainda da nossa zona de suspeitas atuais?

Neste Congresso vamos experimentar uma análise do futuro suscetível de permitir uma projeção dos parâmetros que irão, inevitavelmente, formatar a FORMAÇÃO que precisamos de desenhar:
i. os novos contextos de exigência;
ii. as novas constelações de competências (Mosaico de Competências);
iii. os novos caminhos, coordenadas e configurações que deverão enformar a formação vindoura.

Num exercício comandado pela projeção e pela antecipação de cenários (Prospetiva), o caminho a seguir neste Congresso aponta para os seguintes objetivos:
i. Caraterizar os novos contextos (novos cenários de Vida / novas exigências dos Mercados / novas exigências de Felicidade e Bem-estar);
ii. Projetar as competências do futuro e as coordenadas do sistema de educação e formação profissional;
iii. Partilhar experiências inovadoras promotoras da transformação.